REFUGIADOS SÍRIOS VS PATRIOTISMO NO BRASIL

Por: Julio Correia | 5 de setembro de 2015

Enquanto dezenas, centenas, milhares de brasileiros desfazem-se de tudo e fogem para ir viver nos EUA, por conta da atual crise político-financeira, vivenciamos multidões de Sírios, trazendo muitos unicamente suas roupas do corpo e uma vontade única de recomeçar uma nova vida, buscando asilo em países europeus fugindo de uma guerra primitiva e mentirosa, com o viés da ignorância religiosa, que já aniquilou inúmeras vidas, destruindo uma nação inteira.

Fico pensando, enquanto circulo pelos aeroportos do Brasil, o quão patriotas são inúmeros brasileiros, que ficam arrotando a céu aberto estarem indo, viver ou passear em Orlando, Miami, Nova York, Paris ou quiçá Londres, porque o Brasil é uma porcaria. É mesmo?

Nosso país tem problemas? Muitos. E graves, por sinal, a serem resolvidos.

Tem encantos únicos? Acho quem ninguém duvida disso:

  • Alegria de seu povo
  • Natureza esplendida
  • Oportunidades mil, para quem está a fim de colocar a ‘mão na massa’
  • Terras e mais terras aonde se planta tudo dá
  • Climas diversificados
  • Terra rica e minérios e minerais

Tenho gratidão pela vida ter me dado à oportunidade de conhecer inúmeros países: ricos, pobres e miseráveis. Tenho aprendido, a cada viagem dessas, a dar mais valor ao meu país, com todas as mazelas que uma nação subdesenvolvida tem.

Quem teve a oportunidade de conhecer países na África, na própria América Latina, na Índia ou no sudeste asiático, compreende que existe coisa muito, mas muito pior por ai: fome, guerras infindáveis, miséria, desastres provocados pela natureza (furações, vulcões, terremotos, etc), primitivismo de vida, etc, etc, etc.

Estar em seu país é estar sempre em casa. Estar fora, por mais acolhido e realizado que você seja você será sempre um estranho fora do ninho. As raízes sempre tocam alguma coisa lá no fundo do peito.

Veja a figura abaixo e reflita onde está verdadeiramente o problema. Acho que fica claro que está nas pessoas, no egoísmo, na vaidade (vide meu Artigo Vaidade que Cega), na soberba, na ignorância:

Siria

Um grande problema para uma grande maioria de brasileiros é a seguinte: ‘O BRASIL ME SERVE, MAS EU NÃO SIRVO PARA O BRASIL’. Ou seja:

  • Serve para ganhar dinheiro, honesta ou desonestamente (quantos ganharam dinheiro aqui e depois saem do país falando mal?)
  • Quantos têm residência fora do país, mas continuam subsistindo lá fora com a renda auferida dentro do Brasil? Temos celebridades, empresários
  • Quantos ficaram milionários, bilionários aqui, venderam suas empresas, e foram investir lá fora o ganho auferido aqui dentro?

O Brasil não serve? Ou o problema é outro muito maior: FALTA DE PATRIOTISMO ALIMENTADO POR UM EGOÍSMO DOENTIO. De se achar sempre superior e melhor a alguém. Como se todos que resolvem ficar fossem incompetente.

E essa multidão que fica?:

  • Isola-se no individualismo que se esquece do coletivo: ‘isso é problema de cada um’ – estamos vivenciando muito forte isso hoje em dia; a vaidade assumindo o comando da vida das pessoas
  • Aconchego-me no comodismo e no conformismo: ‘isso não me afeta; não estou nem ai’ ou ‘se tá ruim para mim, estará ruim para todos’. A máxima da ignorância e da mediocridade de uma Sociedade

Termos uma nação aonde grande parte da população pensa assim, sem PATRIOTAS, QUE BRIGUEM PELO BEM DE SEU PAÍS, pode olhar para um futuro brilhante? O engraçado de tudo isso que quando vão lá para fora se submetem a atividades e pensamentos que não tem coragem de fazerem em sua própria terra natal. Mediocridade de pensamento não é verdade?

Será que fora do Brasil tão somente existem coisas maravilhosas? Quem afirma que sim, VIVE EM UMA VERDADEIRA REDOMA DE VIDRO, não importa se aqui ou do outro lado do planeta.

Se o Brasil fosse uma nação sem oportunidades, como acontece em muitos e muitos países espalhados pelo mundo é plenamente justificado. Mas não é o caso.

Uma nação que recebe pessoas do mundo inteiro querendo aqui viver e trabalhar; que acolhe refugiados de diversos cantos do mundo dispostos a trabalhar e conseguem tirar posições de trabalhadores locais, precisa rever muito coisa, mas muita coisa mesmo.

Infelizmente a verdade seja dita:

  • Existe um percentual considerável da população brasileira:
    • Que não gosta de trabalhar e estudar
    • É preguiçosa
    • É acomodada – não é sem justificativa porque uma nação aceita programas atrofiantes como Bolsa Família acostumando no assistencialismo paralisante
    • Gosta de tudo fácil – não é por acaso que estamos vivendo esta grave crise moral e ética por conta da corrupção
    • Que ovelhas negras transvestidas em representantes do povo tornam o país em uma verdadeira arena de palhaços – multidão facilmente manipulada

Falta de emprego com carteira não significa falta de trabalho. Portanto, não é justificável termos mais de 100 milhões de desocupados e muitas vagas são ocupadas por estes profissionais refugiados (muitos inclusive qualificados em seus países de origem).

Alguém tem os benefícios trabalhistas lá fora que o Brasil apresenta?

Será que lá fora não existe violência e corrupção? Até pior.

Não existe covardia, injustiça social, desemprego, racismo? Como tem.

De onde surgem as grandes drogas e modismos que devastam vidas?

Se nos países desenvolvidos estivesse tão bom porque uma quantidade cada vez maior de jovens encontra-se deprimidos, desorientados, mergulhados em drogas?

Procurem analisar o nível de suicídios em países ditos desenvolvidos. Sinal que existem problema outros, certo?

Certo que a mídia brasileira, que manipula tanta coisa, tenta massificar na cabeça da grande massa local que o Brasil não presta, só tem problema, e que a Suécia deve ser o sonho de consumo de todos?

Uma nação sem patriotismo, aonde as pessoas conheçam os símbolos nacionais, saibam cantar o Hino com orgulho e paixão não tem futuro.

As pessoas esquecem que políticos são oriundos da população, são um extrato/um retrato de todas as classes sociais.

Se você se identificou com um determinado político lá atrás, votou nele, e hoje se decepciona é porque coisas em comum vocês tem. Pode acreditar. Enganado? Pouco provável. Isso é desculpa, justificativa como tantas que as pessoas gostam de dar por aqui.

Fala-se muito mal do ex-Presidente Lula, da nossa atual comandante Dilma. Mas se ganharam as eleições por quatro mandados seguidos é porque a grande maioria da população se identifica com eles em alguma coisa. Podem estar certos disso. Então, qual a surpresa por conta de tudo o que acontece no Brasil? Por que muitos se acovardam, se escondem, se omitem agora? Se as pessoas corrompem e se corrompem furando fila, estacionando o veículo em local proibido, subornando guarda de trânsito, avançado sinal, jogando lixo na rua, etc, etc, etc  o que esperar das autoridades? Respeito? Ordem?

Por que outros partidos políticos ao invés de irem para a TV torrarem milhões de reais dos cofres públicos não gastam com atitudes concretas? Ridículo o que vem acontecendo hoje no cenário político brasileiro, retrato de uma Sociedade falida moralmente e, o pior, GRANDE PARTE NÃO ESTÁ NEM AI PARA ISSO!!!

Vocês acreditam que muitos políticos que estão se manifestando solidários na Europa por conta do caso Sírio o estão fazendo de coração? Tenha a certeza que não.

O que acontece na Síria e em diversos países africanos é reflexo do retrocesso humano a nível comportamental. A ganância desenfreada do homem por riquezas do planeta que estão cada vez mais escassas está levando a um desespero dos poderosos do mundo pelo exercício particular do patriotismo do próprio bolso buscando eliminar o maior número possível de vidas em conflitos, em crises econômicas, em doenças (aviária, ebola, AIDS….).

No Brasil, enquanto tivermos pessoas:

  • Julgando outras pelo que vestem e não pelo que são
  • Pelo que falam e não pelo que fazem
  • Pelo que ostentam e não pelo que transmitem
  • Desfilando nas ruas com olhares de soberba e desprezo
  • Com vaidade, prepotência e arrogância

     dificilmente alcançaremos o patamar de patriotas, pois tal status requer:

  • Humildade
  • Desprendimento
  • Compaixão
  • Misericórdia
  • Humanidade
  • Respeito ao próximo e a coletividade

Que o caso Sírio toque no coração de todos os brasileiros, não tão somente por conta da criança encontrada morta na praia, como a mídia quer simplesmente direcionar o caso, mas por conta de milhares de pessoas que estão perdendo um país inteiro, vidas inteiras, histórias e laços familiares milenares, enquanto nós, com um país maravilhoso feito este saqueamos, pilhamos, sangramos de tantas e tantas formas tão cruéis em defesa de um espírito mesquinho e pequeno.

Tiremos lições dos acontecimentos que nos rodeiam e passemos a valorizar tudo de bom que temos ao nosso redor, por mais que não seja 100% da forma que sonhamos e ansiamos, para que não corramos o risco de um dia ser uma grande nação buscando compulsoriamente refúgio em outros lugares.

siria_1

Deixe um comentário!