A ESPIRITUALIDADE NA ‘CRISTA DA ONDA’

Por: Julio Correia | 7 de setembro de 2015

Repentinamente, a espiritualidade está na moda. Por que será?

Nunca antes se falou tanto em:

  • Yoga
  • Meditação
  • Reforma Íntima
  • Kabala
  • Budismo
  • Taoismo
  • Hinduísmo
  • Cura pelas mãos (Heiki)
  • Espiritismo
  • Feng Shui
  • HoHoponopono
  • Mantras
  • Alan Kardec
  • Jesus
  • Gandhi
  • Mandalas
  • Terapia pelo Canto, pela Pintura
  • Osho, etc, etc, etc

Mas o que mais me impressiona e assusta é que filosofias de vida emanadas milenarmente e guardadas a sete chaves até pouco tempo tem vindo à tona com uma velocidade assustadora. E o pior: estamos pagando caro para ter acesso a isso sejam na forma de treinamentos, de literaturas diversas, palestras, congressos e correlatos. E faço um alerta: estes ensinamentos não foram idealizados com o objetivo financeiro e, sim, de doutrina, de cura, de orientação às pessoas. Portanto, algo de muito errado pode estar acontecendo percebe?

Quem estuda a sério os temas, não deve ter o objetivo de ficar rico explorando a necessidade por busca de esperança nas pessoas que andam tremendamente desorientadas com tanta dor e sofrimento. Ou seja, na verdade, não está contribuindo para o verdadeiro despertar da humanidade, mas, provavelmente, para um maior nível de confusão.

Estes assuntos proveem de uma única fonte de luz, que foram, ao longo do tempo, sendo ‘adaptadas’ a realidade das épocas, ao nível de conhecimento das Sociedades, a interesses diversos. Veja a figura que publiquei em artigo anterior e relembre:

GR

Existe muita gente se atrevendo a falar do tema sem o devido aprofundamento, tratando de forma simplória, artificial, superficial e repetitiva.

Tem muito profissional, se atrevendo a ‘curar terceiros’ através de terapias, coaching, processos meditativos e de yoga, heiki, sem a devida ‘cura interna’ prévia, tão simplesmente, seguindo a onda do momento de ganhar dinheiro, muito dinheiro, em cima do sofrimento humano, do desespero pela busca de explicações tradicionais QUEM SOMOS, PARA QUE ESTAMOS AQUI, PARA ONDE VAMOS. Trabalhamos com a energia (pois somos energia), crenças internas, dogmas, emoções e sentimentos aprisionados e necessário se faz muita responsabilidade quando fazemos isso.

É muito fácil escrever artigos como tenho escrito, publicar posts com dizeres lindos de Jesus, Osho, Gandhi, Buda e tantos outros. O mais difícil é experimentar e vivenciar verdadeiramente e profundamente as mudanças. Trata-se de um processo difícil e demorado. Não acontece da noite para o dia como muitos vendem. Pode até ser que durante a nossa existência não consigamos atingir a plenitude da transformação que nos conceda a paz, a tranquilidade, a harmonia interna e as respostas que tanto buscamos.

Trata-se de um processo de muita contemplação consigo mesmo. Muita oração, muito estudo calçado em leituras realísticas, muitas de difícil compreensão a primeira leitura. Um olhar profundo e crítico para dentro, numa forte busca pelo autoconhecimento, para, então gerar o autodesenvolvimento.

Não tenho como me manter calado vendo profissionais anunciando que curaram ‘o medo de uma determinada pessoa de andar de avião, de falar em público’ em algumas sessões de coach, por exemplo. Entender o medo, suas origens, o que traz de significado tanto positivo, quanto negativo requer um processo profundo. Não é imediato.

Atrevo-me a escreve algumas coisas sobre os temas, pois tenho 10 anos nesta busca incessante. Com o tempo começamos a compreender o que é charlatanismo e o que é verdadeiro. Não acontece da noite para o dia, da mesma forma que continuo tratando minhas ‘sombras internas’ até hoje. Esta consciência é de extrema importância. Não é fácil como vem sendo apregoado.

Existe uma preocupação muito grande das corporações com a sustentabilidade das empresas. Antes os recursos minerais estavam em primeiro lugar no ranking. Hoje as pessoas encontram-se nesta posição. E, coincidentemente, temas que eram pouco abordados explodem. Na minha singela opinião estamos vivenciando O COMÉRCIO PELA ESPERANÇA, PELA ESPIRITUALIDADE, AONDE TUDO OU QUASE TUDO QUE SE PUBLICA, SE ANUNCIA, VENDE!!!

Fico me questionando: qual será a verdadeira razão para tudo isso? Uma nova forma de manipular as pessoas? Deixá-las mais ‘adocicadas’ para que outros objetivos perversos sejam implementados? Reflita sobre isso, da mesma forma que estou refletindo. Não acredito que o ‘todo poderosos sistema’, repentinamente, ficou com pena do estado falimentar ético e moral das sociedades e queira se reparar. Utopia!!!! Como utopia está sendo a Crise na Síria ocultada de religiosidade, quando na verdade estão de olho nos seus ricos poços de petróleo. O Estado Islâmico virou outro chavão para ações outras. Quem verdadeiramente financia eles? Quem verdadeiramente está financiamento esta onda de espiritualidade e por que? Quem guarda os profundos segredos da humanidade? Muito desses segredos estão contemplados no marketing, nos medicamentos, no controle da mente e das emoções….está por ai no nosso dia a dia a serviço, em grande parte, do mal ou como queira denominar.

Como apaixonado pelo tema e profundo estudioso afirmo que o que realmente está chegando a público é muito superficial dada à profundidade de detalhes e sutilezas guardadas pelo mundo esotérico e do ocultismo (magia, alquimia). Os temas se modificam, mas os conteúdos acabam sempre falando da mesma coisa de formas diferentes. Tenho lido muito material, de diferentes fontes e filosofias e tenho percebido isso. As Leis que regem o Universo, embora simples, são muito complexas e profundas (e acredito que alguns saibam muito mais sobre o Universo do que realmente é falado). E é natural que ‘os donos do mundo’ não permitam que elas venham à tona em sua plenitude, pois causaria uma ‘revolta’ nas sociedades que se sentiriam totalmente enganadas.

Vocês consideram normais temas de Sociedades Secretas e outras religiões aflorarem da forma que estão aflorando? Eu não consigo considerar:

  • Maçonaria
  • Rosa-Cruz
  • Umbanda
  • Magia
  • Templários, etc, etc, etc

Resolveram abrir o ‘pote da felicidade’ repentinamente?

Fica este trecho de Emmanuel para sua reflexão:

 ‘O dia mais glorioso para um verdadeiro Guia de Almas é o dia em que ele se tornar supérfluo e dispensável; o dia mais glorioso em que a alma por ele guiada não precise mais de Guia, por se ter tornado espiritualmente autônoma e independente para andar segura e firme nos Caminhos de Deus’.

humanity_2

Deixe um comentário!